Invasões na Internet, roubo de dados, exposições. Como blindar sua empresa?

Personalidades têm visto sua vida exposta devido à falta de segurança de dados em seus dispositivos digitais. Embora exista muita discussões sobre segurança e risco em relação aos dados que impulsionam a Internet das Coisas, parece que a segurança dos dados em torno das redes sociais foi, em certa medida, negligenciada.

O GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados) da União Européia e a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) que entrará em vigor no Brasil em 2020, estabelecerá regulamentações de privacidade mais rigorosas aos controladores e processadores de dados na internet para garantir os direitos de privacidade, incluindo o gerenciamento de dados. Ainda visando a definição de regras mais estreitas, essas iniciativas também são endossadas pelo setor de tecnologia, incluindo redes sociais e grandes corporações, como Google, Facebook e Microsoft.

Veja aqui 10 dicas para proteger dados

1. Diminua o armazenamento

O que você não tem não pode ser violado, vazado ou roubado. Ter dados confidenciais sobre seus clientes é uma grande responsabilidade. A vida privada das pessoas está em jogo, pois uma violação em uma conta pode fornecer aos hackers as informações necessárias para a violação  em uma conta ou para fazerem uma reivindicação de seguro fraudulenta.

2. Anonimizar dados

A desidentificação consiste em vários algoritmos projetados para remover informações pessoais. Geralmente, há duas formas de desidentificação:

  •     Pseudonimização: a associação e os dados pessoais são substituídos por um ou mais identificadores artificiais (como se suas informações fossem de outra pessoa, criadas somente no ambiente digital).
  •     Anonimização: remove a associação entre o conjunto de dados de identificação e o assunto dos dados de maneira que a reidentificação não seja possível.

A aplicabilidade dessas duas alternativas de desidentificação depende dos usos secundários pretendidos dos dados, de sua sensibilidade e do risco associado de reidentificação.

3. Criptografar dados

Se você puder descobrir como administrar sua empresa e envolver seus usuários sempre que os dados forem usados, você poderá criptografar cada registro com exclusividade, sem precisar manter as chaves. Isso torna muito mais difícil para um hacker acessar seus dados – mesmo que ele entre no sistema.

4. Backups automáticos

Backups são a melhor, senão a única, forma de proteger qualquer informação em qualquer rede. Os perigos que qualquer um enfrenta em relação à segurança de dados é algo que provavelmente será um desafio por muitos anos. Faça backups automáticos e com a maior frequência possível.

No ambiente corporativo, é natural a dependência de bancos de dados, portanto, para manter suas  informações seguras, você deve garantir o backup de todos os dados semanalmente ou pelo menos uma vez por mês. É importante que você faça isso em um dispositivo seguro, por exemplo, uma unidade externa, que pode ser conectado em um PC separado que não esteja conectado à Internet ou a seu local de trabalho.

Enquanto alguns estudiosos prescrevem o uso de drives baseados em nuvem, muitos profissionais de TI não podem nem ouvir falar nisso. Informações realmente confidenciais online podem sim ser vulneráveis a hacking, conforme o esforço para quebrar regras de segurança. A maioria dos sistemas operacionais tem por padrão a criação de atualizações automáticas que podem ser definidas conforme sua real necessidade.

5. Utilize um software de rastreamento

Existem inúmeras medidas que podem ser adotadas em uma corporação para manter seus dados seguros. Por exemplo, manter o controle de dispositivos de trabalho, com spyware para garantir que haja um registro de ações prejudiciais que podem resultar no comprometimento da segurança ou da política de segurança. Aconselha-se utilizar um modelo por escrito, assinado, pelo empregado e pelo empregador.

6. Certifique-se que você tenha um antivírus atualizado e adequado às suas necessidades

Você também deve garantir que todos os dispositivos possuam um antivírus adequado e regularmente atualizado para evitar que eles sejam infectados por vírus por acidente ou propositalmente. Existem ótimos softwares disponíveis no mercado e as necessidades da sua empresa ditarão por qual antivírus você deve optar.

É importante manter todos informados sobre as políticas de segurança da empresa, ainda que através de reuniões regulares. Nessas ocasiões, explique sobre tendências ou métodos de phishing,  assim, erros do passado serão evitados e todas as equipes receberão a mesma informação. Essa é uma boa prática no ambiente corporativo e percorrerá um longo caminho em termos de manter os dados e seus sistemas seguros.

7. Servidores dedicados para dados sensíveis ou restritos

Em um ambiente corporativo, onde muitas informações são trocadas, é muito importante manter um servidor dedicado para conteúdo confidencial da empresa, pois isso pode garantir a eficácia de regras de segurança. O acesso aos dados só pode acontecer com o uso de uma senha.

8. Para Single Sign-On ou Não para Single Sign-On

O logon único (SSO) é fundamental para a segurança de dados corporativos. Atualmente, a maioria dos sites e serviços online oferece recursos de logon único (SSO) – o que significa que os usuários podem entrar em um site ou aplicativo usando suas informações de login de outro site, geralmente uma plataforma de mídia social. Ele reduz a fadiga de senhas dos usuários e também reduz significativamente os custos de TI, portanto, para muitas organizações, a decisão de habilitar o SSO é fácil.

No entanto, as pequenas e médias empresas devem saber que, com os recursos de SSO, surgem vários riscos adicionais. Um desses riscos é o fato de que, com diferentes sites e diferentes níveis de assinaturas e contas, mais e mais dados de usuários podem se espalhar por várias plataformas e servidores. À medida que mais dados são espalhados por todos esses servidores, fica mais difícil para as organizações manter esses dados protegidos. Além disso, torna-se cada vez mais difícil contabilizar a coleta e o compartilhamento desses dados de maneira legalmente compatível, ou seja, por meio de suas políticas de privacidade. Isso significa que, para impedir a disseminação de dados pelas plataformas sociais, uma grande etapa das organizações é não ativar a funcionalidade de SSO em seu site ou aplicativo. 

9. Implementar o software DLP (Data Loss Prevention)

As empresas devem monitorar o fluxo de dados de saída. Sistemas de prevenção de perda de dados podem operar no nível da rede e no nível do host. Esses sistemas são configurados com regras para detectar dados importantes e garantir que sejam acessados corretamente em uma rede e não compartilhados em um dispositivo não autorizado.

As regras com as quais esses sistemas operam precisam ser mantidas e alertas para violações dessas regras precisam ser revisados ​​e usados ​​pelo Centro de Operações de Segurança para proteger contra a extração de informações de identificação pessoal.

10. Tecnologia de Filtragem da Web

A tecnologia de filtragem da Web pode bloquear o uso de sites de mídia social, ou pelo menos permite a visualização de mídias sociais, mas não permite postagens nesses sites (basta configurar uma política de segurança para reconhecer aplicativos). Tornar as políticas de filtragem da Web um esforço colaborativo entre a gerência e todos os funcionários pode garantir que todas as necessidades e pontos de vista sejam abordados.

Aqui está uma dica única e mais importante sobre segurança de dados

O software M-Files permite um bom controle de segurança, confidencialidade e outros procedimentos-padrões operacionais. Além disso, a solução oferece uma auditoria controlada e eficaz. Mesmo com processos em andamento, é possível gerar relatórios ativos para clientes críticos de questões relacionadas a dados sigilosos.

Para saber mais, solicite uma demonstração interativa para que nossa equipe técnica apresente o software em tempo real para você ficar por dentro de todas features e benefícios da solução.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Experimente gratuitamente M-Files por 30 dias

DOWNLOAD